limpeza de primavera

by

Hoje foi um domingo de manhã de sol que eu não pude aproveitar como eu queria porque precisava estudar. De repente, o meu armário, com tanta coisa que eu não usava mais, tanta coisa cheirando guardado, que resolvi fazer uma limpeza de primavera, torcendo internamente para que esse sol fique até Dezembro.
Limpar o armário é uma terapia pra mim, o que eu não quero mais, o que passa uma imagem de mim que eu não quero mais carregar. É estranho como um vestido de um ano atrás pode parecer um erro absurdo, ou tentar entender o que me levou a guardar uma blusa que eu não uso há quatro anos. Reorganizar, colocar as roupas no lugar certo, mudar de categoria as roupas de sair para roupas de ficar em casa, ou para doar, pensar na alegria que alguém teria se o frio voltasse e tivesse meu casaco para fazer companhia.
Eis que encontro as cartas. Cartas para pessoas que nunca saberão que a minha válvula de escape é escrever tudo o que eu sinto no momento, indicar uma música no final e nunca assinar. Cartas para quem procurava as cartas para saber se eu queria terminar, cartas da dor em lembrar-me das tardes de sol fazendo tereré com o pensamento de ter alguém do meu lado, cartas que foram verdade por muito pouco tempo.
A tarde na praia, a indicação de músicas, de filmes, os olhos azuis olhando com tanta admiração enquanto eu falava sobre o cerco de mil dias a Moscou, os sonhos quebrados. Uma verdade que não serve mais, igual às calças 34. Ainda bem. A vaga noção de beleza se tornando motivo de vergonha, as mudanças que eu passei desde o ultimo verão, não conhecer mais ninguém que nunca tenha ouvido Stones ou Beatles, jogar fora a lingerie preferida para encontrar-me com ele.
Esquecer dos vestidos rosa que não têm mais nada a ver comigo, das cores na água e dos filmes não vistos. Deixar para lá as roupas de academia, as caminhadas até a sua casa e tudo que foi tirado de mim com paixão.
E não reler as cartas. Jamais voltar àquele lugar, aquele momento que a costura do que poderia ter sido um vestido lindo se desfez. Não tentar recolocar as roupas que não me cabem mais.

Uma resposta to “limpeza de primavera”

  1. stuart pikão Says:

    tô tão de ressaca que tentei ler, mas eu tô de ressaca, aí nem dá =(

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: